quarta-feira, 25 de junho de 2008

A GREENPEACE E AS POSTAS DE PESCADA

Clique nas postas para ver

Há coisas que me fazem uma grande confusão!
Por muitas razões válidas que motivem a "Greenpeace" a lutar por um mundo melhor, há que ter bom senso em tudo o que se diz e faz.

A obesidade, principalmente a infantil, recentemente noticiada largamente na comunicação social, é uma consequência directa da má nutrição a que as
pessoas do mundo actual estão sujeitas. McDonnald's, KFC, PIZZA HUT e tantos outros, que se encontram entre os preferidos de crianças e adolescentes, fornecem refeições fracas, gulosas, e sem qualquer valor nutricional.

Quando vamos ao médico com os nossos filhos, somos bombardeados com conselhos alimentares:
Peixe em vez de carne, preferir atum, sardinha, salmão e todos os peixes gordos porque são ricos em omega 3, essenciais para o crescimento saudável das nossas crianças e para o bom funcionamento orgânico dos adultos.

Ora o que diz a Greenpeace? Entre outras coisas, o primeiro conselho que dá: COME MENOS PEIXE!!!! ou outro ainda: NÃO CONSUMAM PEIXES DE AQUACULTURA! Pois não...se não fossem esses, vendidos a 1/3 do preço dos que são apanhados no mar, não conseguía dar peixe aos meus filhos!

Sou simpatizante de todas as organizações que tentem prevenir a destruição deste planeta, mas convenhamos...fazer uma lista vermelha com a maioria dos peixinhos que são parte quase obrigatória de uma dieta saudável, leva-me a pensar que qualquer dia, aconselham-nos: Morram todos ou o planeta não vai sobreviver....

Os oceanos estão a ficar sem peixe, é um facto, mas será porque há cada vez mais gente? Pergunta estúpida não é? Pois...também acho muito estúpido aconselharem-me a comer menos peixe....

16 comentários :

Jorge P.G disse...

Os senhores do Greenpeace são do mais anedótico que tenho conhecido!
Mas, Lagartinha, eles são verdes... eles são verdes... hahaha!

Então, não se deve comer peixe! Muito bem! Aumente-se o peixe para o triplo do preço e teremos só gente saudável a batata e pão! Pois claro!

Um abraço que até me passo!
Jorge P.G.

lagartinha disse...

Ora viva!
Até que enfim! Está de volta? Espero que sim, que isto estava a ficar muito paraduxo...
Um abraço que vou já ao Sino da Aldeia

Anónimo disse...

Olá.

É uma questão de matemática muito simples e nada estúpida: Se pescarmos mais peixe do que o que nasce cada vez há menos peixe. A Greenpeace fundamenta muito bem a selecção de espécies e os critérios utilizados. Quanto à posição da Greenpeace sobre a aquacultura está nesta página:

http://www.greenpeace.org/international/seafood/understanding-the-problem/aquaculture

Beijos e abraços.

LeniB disse...

Sinceramente não se percebe...
bjs

ONDINHAS disse...

qq dia até as macieiras estão em vias de extinção...va-se lá entender esta gente!!!

bom weekend...bjo

lagartinha disse...

lenib
Não se entende mesmo!
Bjocas

Fermelanidades disse...

Gud morne!

Antes de mais , parabens pelo clube de bloguistas que vai de vento em popa com 74 sócios e mais de 100 posts. É sempre a abrir.

Antes de menos, vou ter que bazar porque isto é uma visita de medico. 0 dever chama-me!

Grande abraço

lagartinha disse...

Obrigada pela visita de médico, ainda por cima à borla eheh até já me sinto melhor!
Um abraço

Anita disse...

Não estou a ver o mundo a ser mundo se fosse equilibrado, se não houvesse senão bom senso, senhora lagartinha.

Sabes o que eu acho?
Tudo o que acontece não é mais (ou não deve ser) que isto: "eles" - quem quer que seja - dão-te as variáveis: a sua opinião, a sua aposta, a sua proibição. Cabe-te a ti escolheres um dos muitos "eles" e seres desobediente a tudo quanto achares por bem desobedecer.

Mas fizeste-me lembrar um trabalho, que fiz este ano, para Francês. O tema era "Que faisons-nous pour sauver la planète?" (Que fazemos nós para salvar o planeta - para os mais esquecidos) e eu escrevi algo muito parecido com isso que disseste: "morram todos ou o planeta não vai sobreviver". Estava profundamente chateada com qualquer coisa, mas ficou um texto brilhante, modéstia à parte. Tive a nota máxima e o trabalho foi para o site da escola.

Hei-de o publicar... :)

Beijinho*

lagartinha disse...

Tens razão Anita, só nós podemos equilibrar o mundo, mas não vai lá com proibições. Só com muito bom senso, educação e respeito uns pelos outros. Isto tinha pano para mangas. Fico contente por ti e pelo teu trabalho. Publica sim, que pode ser que ajude muita gente.
Beijinhos

Anita disse...

Ja publiquei! :)

Depois de traduzir, mexi aqui e ali....e já 'tá! :)

Beijinho*

lagartinha disse...

E eu já lá fui ler.

© efeneto disse...

...belo assunto aqui trazido que dá que pensar....

lagartinha disse...

Pois...mas pelos vistos pensar só, não chega...

BlueVelvet disse...

Eu sei que o peixe está caro, mas que os da GreenPeace têm razão quanto á aquacultura, têm.
Já experimentáste os congelados da Pescanova?
Olha, eu sou ovo-lcto-vegetariana e como peixe.
Há peixe que só se pode comer fresco ( sardinha, carapau, etc), mas a pescada e o linguado congelados até nem são maus.
mas isto é só a opinião de outra lagartinha:))
Dias Felizes

lagartinha disse...

bluevelvet
Sou adepta assumida das embalagens de pescada prensada do LIDL. Tenho seiscentas e tal maneiras de fazer aqueles peixinhos...os putos adoram!Não têm espinhas, nem peles, com massa, batatas, arroz, tomate, cebolada...é só escolher!
Jokas