segunda-feira, 13 de abril de 2009

A PÁSCOA DAS AMÊNDOAS

A tradição já não é o que era...
Foi a primeira vez, desde que me conheço que não comi uma única amêndoa nesta época.
Não comi carne na sexta-feira santa, mas sim o prato tradicional da minha família:" ervilhas com ovos escalfados". Porquê?

Sempre ouvi a minha Mãe dizer: "não se come carne"... mas é um contra-senso...a começar pelos ovos, que se não fosse a galinha (que é carne) não existiam, acompanhados da linguiça e do toucinho (carne e de porco!), que sem isso não fica bom...

Tentei descobrir porque raio não se come carne na sexta-feira santa e ai meu Deus! Cheguei à conclusão de que nem sequer devíamos comer doces...qual folar, ninhos, amêndoas ou outras iguarias...então andamos a empanturrar-mo-nos nesta altura, em que passam não sei quantos anos em que um desgraçado se deixava pregar numa cruz por todos nós?! Perdi a fome...Estragou-me as férias, comecei a ver a coisa de outra maneira.

Eu não quero que ninguém dê a vida por mim... Quero que vivam por mim, comigo! Não quero que façam esse tipo de sacrifício, porque eu não mereço tanto. Sou apenas uma pessoa. O que tenho, estica-se para partilhar com quem aparece de repente. Não nego comida, não nego dormida, não espero nada em troca, mas não me cobrem sacrifícios, porque não os pedi, não sacrifiquei nada quando partilhei.

As amêndoas significam o doce da vida? Li isto em algum lugar... para mim, até há pouco tempo atrás, significavam uma guloseima...apenas isso...verdade se diga, uma guloseima carota, em relação à carne ou peixe, portadores da proteinas de que os meus filhos precisam para crescerem saudáveis...

Páscoa...o que significa realmente?

4 comentários :

Jorge P.G disse...

Pois é a tal história: "Se não houvesse galinhas não havia ovos, mas... se não houvesse ovos, existiria a galinha?

A carne associada ao corpo de Cristo é a razão dada para não se poder comer carne na sexta-feira de paixão. Rituais da igreja que os mais fiéis seguidores cumprirão.

Páscoa, para mim, deveria significar o renascer cíclico da vida, no fundo a celebração da primavera.

Saudações.

Esoj disse...

Carne, só não como se não calhar, mas isso sou eu que sou ateu.
Amêndoas não, que dão cabo dos dentes!

elvira carvalho disse...

Eu não como carne. Fui habituada assim, e na verdade se o peixe até é mais saudável, se por norma já como mais peixe do que carne, porque razão ia agora comer carne? Só para contrariar a tradição?
Quanto à Páscoa, para mim é um renascimento. É como Cristã a razão maior da minha fé.
Um abraço

Isamar disse...

Páscoa é passagem, mudança, transformação. Aproveitemos a Páscoa para fazer ressuscitar em nós o que de melhor há no ser humano.É essencial distribuir alegria, amizade, coragem ...àqueles que connosco convivem.

Gosto muito de ti Lagartinha!

Beijinhos

Bem-hajas!