sexta-feira, 6 de junho de 2008

TELHADOS DE VIDRO

"Goste-se ou não de Barack Obama e de Manuela Ferreira Leite, este é um momento para celebrar. Porque prova que é possível, porque derruba preconceitos e combate estereótipos e porque mostra que o tecto de vidro pode estilhaçar-se".
Fernanda Câncio, "Diário de Notícias", 06-06-2008

Ora aí está uma frase com a qual concordo...

12 comentários :

o escriba disse...

Ana

Também concordo com o dito.
Ou me engano muito ou parece que andou aqui a mãozinha da arquitecta que anda a construir um chalé de sonho. Telhado de vidro é que não!

bjs
Esperança

lagartinha disse...

Eheh....
Que quer? As base do chalet estão a ficar tão caras, que não chega para as telhas!
Bjoca

Jorge P.G disse...

Pois eu cá, não percebo a Dona Cância. É tão subtil e inteligente que não atino com a sua mensagem.

Um abraço e parabéns pelo "boneco".

lagartinha disse...

Jorge
Eu também não, mas bastou a moça falar em telhados de vidro, que aqui vai disto...

Mia disse...

Há preconceitos que têm de ser definitivamente banidos.
" I have a dream..."

bjos

Mia

lagartinha disse...

Mia
E telhados que devem ser definitivamente partidos
I have THAT dream...
:)

Odysseus disse...

Prefiro o Barack à manela...Sinceramente. Esse ainda parece que pode, ela duvido. Já que ao aumento de combustíveis que vivemos, deve-se um pouco a ela e ao Durão.

lagartinha disse...

Odysseus
Se fosse só isso que lhe devemos...

Anita disse...

Não sei, nas minhas permissões sempre esteve assim.
A administradora desse blog sou eu e a minha mãe está como segunda autora. Assim que uma de nós faz o log-in, o texto fica assinado com esse nome.
Tavez tenha a ver com as permissões. Fazem parte do menu "Configurações"/"Settings".

lagartinha disse...

Obrigada Anita
Vou confirmar
Beijo

Odysseus disse...

Ele ainda tem telhado? Nem que fosse de betão, já estaria mais que partido.

Cumps Lagartinha

lagartinha disse...

Odysseus
Não me tenho como violenta, mas em certos casos, não era só telhado que partia...era a porta, os móveis, o carro, a boca toda...